HOME | GERAL | ESPORTES | POLÍTICA | CIDADES | SAÚDE | POLICIAL | INTERNACIONAL | FOTOS | VÍDEOS | TORPEDOS

 

...

09/07/2017
Raposa vê interesse de emissora de TV na saída de clubes da Copa do Nordeste de 2018


Raposa vê interesse de emissora de TV na saída de clubes da Copa do Nordeste de 2018

 O presidente do Campinense, Wiliams Simões, disse ontem que o motivo da desfiliação do Sport e do Náutico da Liga do Nordeste e a consequente desistência da participação na Copa do Nordeste de 2018 pode ter outros interesses, que não foram revelados publicamente. “Nós não temos a certeza, mas comenta-se que há uma Rede de TV por trás, que vendo o sucesso da competição e da concorrência, quer fazer uma outra competição que privilegie os grandes clubes da região, e com uma premiação bem mais alta”, disse o dirigente rubro-negro, que acredita nesta possibilidade.

Para Simões, a saída das duas equipes pernambucanas é um duro golpe na Liga e na competição. “São duas equipes tradicionais de muitatorcida, e que farão muita falta à competição. Pelo jeito, não acredito que eles voltem atrás. Porém, ainda temos muitos outros grandes clubes da região na Copa, que deverão continuar sendo um sucesso”, afirmou.

Na opinião do Botafogo, a atitude de Sport e Náutico de sair da Liga foi, no mínimo, incoerente. “Temos que unir forças para protestar contra a decisão dos clubes pernambucanos. Temos é que discutir e avaliar a competição, para melhorar ainda mais, e não abandonar a competição. O excesso de competições que o Sport participa não é motivo para isto. Se fosse assim, os grandes clubes do país também desistiriam de competições importantes. Não concordamos com este discurso”, disse o vice-presidente de futebol, Breno Morais.

Já para o diretor de futebol do Treze, Fábio Azevedo, a decisão de Sport e Náutico de sair da Liga Nordeste é um direito que compete aos clubes, mas tem certeza de que eles vão voltar atrás em um futuro próximo. “É um direito que eles têm. Participa da Liga quem quer. Mas, a competição está consolidada. Vem sendo administrada pela CBF, e não pela Liga, e tem sido a redenção do futebol nordestino. Com ou sem a participação dos dois clubes, a tendência é sempre de crescimento da competição. Fora os dois clubes pernambucanos, todos os outros se manifestaram contra a posição tomada pelo Sport e Náutico, e querem é o crescimento ainda mais da Liga e da Copa do Nordeste”, disse o dirigente trezeano.

Na verdade, não só os clubes paraibanos, como os demais, dos outros estados, ficaram contrários à posição de Sport e Náutico. Logo que tomaram conhecimento da posição dos clubes pernambucanos, eles trataram de fazer uma nota oficial discordando com a atitude deles.

Segundo o vice-presidente da Liga Nordeste, Eduardo Rocha, na próxima semana, haverá uma reunião com os clubes para tratar do assunto. “Todos os representantes dos clubes já confirmaram, por telefone, que apoiam a Liga e a Copa do Nordeste. E nessa reunião, eles vão assinar um documento de apoio à competição, no formato que ela é disputada hoje. Eu fiquei surpreso com as declarações do presidente do Sport, Arnaldo Barros, que a competição é deficitária. Nós pagamos hospedagem, arbitragem, passagem, translado, e a renda do mandante é toda pra ele, além de uma boa premiação”, disse.

Redação 






 
 
 



 

 

 

 

www.jornaldeverdade.com.br

  Jornalistas do Programa: Juarez Amaral
Paulo Roberto
Polion Araújo
Carlos Magno

Programa diário na Rádio Cidade Esperança - 1310 AM
Contatos pelo telefone: (83) 3349-2013 / (83) 3341-4999