HOME | GERAL | ESPORTES | POLÍTICA | CIDADES | SAÚDE | POLICIAL | INTERNACIONAL | FOTOS | VÍDEOS | TORPEDOS

 

...

28/05/2017
Quedas em casa e a principal causa de acidentes dos idosos


Quedas em casa e a principal causa de acidentes dos idosos

 Se para a maioria das pessoas o lar é o lugar mais seguro do mundo, ironicamente para os idosos ele pode representar risco constante. As quedas, por exemplo, são uma das maiores e mais perigosas consequências da velhice. Os idosos são mais propensos a tropeços e quedas, com chances de cair três vezes mais do que um adulto.

De acordo com o Ministério da Saúde, 70% das quedas entre essa população acontecem dentro de casa, sendo que 30% destes acidentes causam a morte de idosos e pelo menos 40% causam alguma lesão grave, principalmente no joelho e no quadril.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) apontam que 29,3 milhões de brasileiros são idosos, o que representa 14,3% da população no país, podendo ultrapassar 34 milhões até 2025. Nesse grupo, o que mais expressivamente cresce é o de idosos longevos, de 80 anos em diante. Neste ano, os paraibanos com 60 anos e mais, contabilizam 479.299. Ainda de acordo com o IBGE, a estimativa de crescimento para 2022, na Paraíba, é de 556.567, enquanto que para 2027 é de 656.269 idosos. O aumento desta população é o reflexo da adoção de hábitos mais saudáveis, resultando em uma vida prolongada e de qualidade.

Ao mesmo tempo em que este cenário é uma grande conquista, é também desafiador. Sabe-se que o processo de envelhecimento traz consigo mudanças fisiológicas, que tornam o indivíduo mais vulnerável a situações de saúde desfavoráveis e, consequentemente, a lesões decorrentes de uma queda. Ainda que a pessoa tenha desenvolvido uma vida regrada, a idade avançada prejudica diversas funções que envolvem coordenação motora, força, agilidade, controle neuromuscular, entre outras.

A presença de doenças crônicas não transmissíveis nesta população, associada ao declínio funcional natural da idade, torna a queda um evento potencialmente perigoso, podendo ocasionar fraturas, hemorragias, traumas cranianos e, direta ou indiretamente, até a morte. Conforme o Ministério da Saúde, as principais causas de quedas entre idosos são limitações físicas, como enfraquecimento de músculos e ossos, problemas de visão e audição, uso e reações de determinados medicamentos, ingestão de bebidas alcoólicas e ainda doenças como osteoporose, artroses, pneumonia, infecções e infarto.

No ano passado ocorreram 48.537 quedas envolvendo idosos no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Na Paraíba, somente no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa, foram registrados 3.049 acidentes por quedas, com pessoas de 60 anos e mais.

De janeiro até abril deste ano, já são 1.024 registros. Conforme os números do hospital, os homens caem mais que as mulheres. A Secretaria de Saúde do Estado da Paraíba informou que no ano passado houve 234 mortes decorrentes desses acidentes.

Redação 






 
 
 



 

 

 

 

www.jornaldeverdade.com.br

  Jornalistas do Programa: Juarez Amaral
Paulo Roberto
Polion Araújo
Carlos Magno

Programa diário na Rádio Cidade Esperança - 1310 AM
Contatos pelo telefone: (83) 3349-2013 / (83) 3341-4999