HOME | GERAL | ESPORTES | POLÍTICA | CIDADES | SAÚDE | POLICIAL | INTERNACIONAL | FOTOS | VÍDEOS | TORPEDOS

 

...

27/05/2017
Precariedade na qualidade do sistema de saúde da PMJP ainda é alvo de críticas; pacientes relatam 'via crucis'


Precariedade na qualidade do sistema de saúde da PMJP ainda é alvo de críticas; pacientes relatam

Paredes mofadas e telhado infestado de cupins. Esse é o cenário da Unidade de Saúde da Família Cidade Recreio (USF), no bairro Portal do Sol, em João Pessoa, que funciona há quatro anos em uma casa. Além da precariedade da estrutura, para poder receber atendimento, os usuários precisam chegar muito cedo, por volta das 5h30, para poder conseguir atendimento pela manhã. Como as portas estão fechadas, eles ficam no lado de fora, correndo o risco de se rem assaltados. Realidade essa que também ocorre na USF Penha, no bairro da Penha, na Capital.

Enquanto não chega a vez do atendimento, as pessoas aguardam na área externa onde apresentam a maior parte desses problemas. “Acho que precisa melhorar e muito a estrutura porque é um posto de saúde. Outra coisa é que a gente precisa chegar cedo para pegar ficha”, afirmou a estudante Amanda Almeida.

Ontem, ela revelou que chegou às 5h40 na porta da USF Cidade Recreio e só saiu às 9h49 – no momento que a reportagem conversava com ela que comentou que são apenas 15 fi has por turno. Para a dona de casa, Suevia Ferreira, a estrutura dessa Unidade de Saúde também é precária. “O chão é de cimento e muitas vezes a gente traz as nossas crianças e encontra uma situação dessas”, afirmou.

Já a dona de casa, Joselma de Araújo, revelou que só visita o posto quando é necessá- rio. Nas proximidades dessa unidade está sendo construída. “Essa foi uma reivindicação antiga nossa. Pedimos muito no Orçamento Democrático e graças a Deus vai sair”, comentou.

Embora a estrutura externa não aparente problemas, na USF Penha, os usuários reclamam é da falta de humanização, pois para conseguir uma ficha as pessoas precisam madrugar na porta do posto, ficando a mercê da violência. “Eu fico com pena do povo que vem cedo, o posto ainda fechado, para conseguir uma ficha. Eles ficam em pé, no Sol ou na chuva”, revelou a aposentada, Maria do Carmo dos Santos, 74 anos, que sempre frequenta o posto de saúde.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) informou que a USF Cidade Recreio, localizada no Portal do Sol, terá uma nova Unidade, que já se encontra em obras, e deve ser entregue até o final do segundo semestre deste ano. Já em relação a Unida de da Penha, a USF possui uma recepção para receber e abrigar os cidadãos que procuram atendimento na Unidade.



 





Redação






 
 
 



 

 

 

 

www.jornaldeverdade.com.br

  Jornalistas do Programa: Juarez Amaral
Paulo Roberto
Polion Araújo
Carlos Magno

Programa diário na Rádio Cidade Esperança - 1310 AM
Contatos pelo telefone: (83) 3349-2013 / (83) 3341-4999