HOME | GERAL | ESPORTES | POLÍTICA | CIDADES | SAÚDE | POLICIAL | INTERNACIONAL | FOTOS | VÍDEOS | TORPEDOS

 

...

13/05/2017
Açude Epitácio Pessoa ultrapassa 4% de sua capacidade

Açude Epitácio Pessoa ultrapassa 4% de sua capacidade

Ainda atravessando a pior crise de sua história, e com o volume bem abaixo do necessário para abastecer Campina Grande, e mais 18 municípios do Compartimento da Borborema, o açude Epitácio Pessoa em Boqueirão, aos poucos vem ganhando nova recarga.

Depois de um mês recebendo águas da transposição do Rio São Francisco, o manancial alcançou o volume de 4,4% de sua capacidade nesta sexta-feira (12), de acordo com dados da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa). O reservatório acumula mais de 17,9 mil metros cúbicos de água.

A expectativa dos especialistas que é se o nível de água continuar crescendo na velocidade atual, o reservatório poderá alcançar a marca de 8,2% no final do mês de junho, saindo do que é considerado volume morto.

As águas do São Francisco chegaram à bacia do açude no dia 12 de abril, mas só encontraram com o espelho d’água no dia 18 e desde então, o volume de água tem registrado movimento crescente constante. Quando o açude começou a receber as águas, ele estava com apenas 2,9%.

Segundo Departamento Nacional de Obras contra a Seca (DNOCS, responsável pela construção do açude há mais de 60 anos, o nível do reservatório tinha subido 1,66 metro, o que equivale a 5,6 milhões de metros cúbicos de água.

O especialista em recursos hídricos Isnaldo Cândido, disse que os paraibanos esperaram anos que o rio Taperoá fosse perenizado. Segundo ele, todos os moradores ribeirinhos, e a população toda está muito sorridente.

“Um rio ser perenizado numa crise hídrica dessa é uma alegria muito grande", comemora o especialista em recursos hídricos Isnaldo Cândido.

Dados da Aesa dão conta de que o açude está recebendo entre 4,2 e 5 metros cúbicos de água por segundo, enquanto a saída é de 0,85 metros cúbicos por segundo retirados pela Cagepa, além da evaporação. O gerente regional da Cagepa em Campina Grande, Ronaldo Menezes, espera que a água chegue à altura de 3,15 metros, o que deve acontecer só no fim de junho, para que seja possível voltar a captar a água através da tomada de fundo. Só aí será possível encerrar o racionamento.



Redação






 
 
 



 

 

 

 

www.jornaldeverdade.com.br

  Jornalistas do Programa: Juarez Amaral
Paulo Roberto
Polion Araújo
Carlos Magno

Programa diário na Rádio Cidade Esperança - 1310 AM
Contatos pelo telefone: (83) 3349-2013 / (83) 3341-4999