HOME | GERAL | ESPORTES | POLÍTICA | CIDADES | SAÚDE | POLICIAL | INTERNACIONAL | FOTOS | VÍDEOS | TORPEDOS

 

...

24/01/2017
PC não descarta possibilidade de reconstituição do atropelamento


O delegado Marcos Paulo Villela, da 1ª Superintendência de Polícia Civil, afirmou que não existe data para a reconstituição do atropelamento e morte do agente de trânsito, Diogo Nascimento de Sousa, de 34 anos. O fato ocorreu na madrugada do último sábado, durante uma blitz da Lei Seca, no Bessa, em João Pessoa. A vítima ainda chegou a ser socorrida ao Hospital de Emergência e Trauma, mas faleceu no último domingo.

O delegado falou que a reconstituição pode acontecer, porém, terá que ser no mesmo horário e com um planejamento por parte da polícia. Ele deve passar o caso hoje para o delegado de Homicídios, Reinado Nóbrega, que ficará à frente das investigações. O suspeito é o empresário Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, que conduzia um veículo da marca Porsche, de placa PXB-0909, registrado em nome de Ricardo de Oliveira Carlos da Silva, quando não obedeceu a ordem de parada, avançando contra os agentes.

“Creio que haveremos de fazer a reconstituição, mas ainda não temos data definida. Faz parte do processo para buscarmos outras informações. Pode servir de subsídios para esclarecer ainda mais os fatos”, observou. Com relação à perícia do veículo, que se encontra na Central de Polícia, no Geisel, Marcos Paulo acredita que dentro de 10 a 15 dias poderá ter o resultado do Instituto de Polícia Científica (IPC).

“Trata-se de um trabalho minucioso, mas creio que em pouco tempo poderemos ter o resultado da perícia”, comentou. Pelos indícios, o condutor do automóvel pode ser autuado por tentativa de homicídio doloso qualificado.

O acusado foi beneficiado com um habeus corpus concedido pelo desembargador Joás de Brito Pereira Filho, que suspendeu o mandado de prisão temporária de Rodolpho Gonçalves Carlos da Silva, por entender “não existir justa causa para justificar o cerceamento do direito de locomoção” do motorista. O documento foi emitido na madrugada do último domingo, por volta das 3h da madrugada. Anteriormente, a juíza Andrea Arcoverde, plantonista do 1º Juizado Especial Misto do Fórum de Mangabeira, concedeu prisão preventiva para o acusado, solicitada pela Delegacia de Homicídios. O depoimento de Rodolpho Carlos está marcado para hoje, às 10h, na Central de Polícia.

Redação com informes da polícia






 
 
 



 

 

 

 

www.jornaldeverdade.com.br

  Jornalistas do Programa: Juarez Amaral
Paulo Roberto
Polion Araújo
Carlos Magno

Programa diário na Rádio Cidade Esperança - 1310 AM
Contatos pelo telefone: (83) 3349-2013 / (83) 3341-4999