HOME | GERAL | ESPORTES | POLÍTICA | CIDADES | SAÚDE | POLICIAL | INTERNACIONAL | FOTOS | VÍDEOS | TORPEDOS

 

...

26/03/2014
Conheça o que muda com as modificações nas Câmaras de CG e JP

Enquanto na Câmara Municipal de Campina Grande (CMCG) foi aprovado ontem projeto de resolução que determina para amanhã a antecipação do processo de escolha da mesa diretora da Casa para o biênio 2015-2016. Na Casa Legislativa municipal da capital houve uma perda na bancada governista do prefeito Luciano Cartaxo (PT), devido ao PPS ter declarado posição de independência.

Em Campina, até a manhã de ontem, apenas uma chapa, encabeçada pelo vereador Antônio Pimentel Filho (Pros), se apresentava como postulante à sucessão do presidente Nelson Gomes (PRP).

A chapa de Pimentel deverá ter Murilo Galdino (PSB) - 1º vice-presidente; Orlandino Farias (PSC) - 2º vice-presidente; Ivan Batista (Pros) - 1º secretário); e Saulo Noronha (DEM) - 2º secretário. Os demais interessados têm até às 17h de hoje para registrar suas chapas.

O projeto que prevê a antecipação da escolha da mesa diretora foi aprovado com voto contrário do vereador Olimpio Oliveira (PMDB) e com a abstenção do vereador Napoleão Maracajá (PC do B), que não esteve no plenário no momento da votação. Olimpio classificou como “manobra” a antecipação do processo sucessório, faltando ainda nove meses para o término do mandato da atual mesa diretora presidida pelo vereador Nelson Gomes Filho (PRP), no cargo pela terceira vez; e também denunciou a interferência do Poder Executivo na formação da nova mesa do Legislativo municipal.

Olimpio fez referência a uma reunião do prefeito Romero Rodrigues (PSDB) na manhã de segunda-feira com os integrantes de sua bancada, que é majoritária na Casa.

Mesmo tendo sido contrário à proposta, Olimpio Oliveira deixou claro que, a antecipação da escolha da mesa da Câmara não provoca não nenhum tipo de ferimento regimental. “É legal, mas não é moral”, resumiu o peemedebista.

Já na Câmara de JP, o PPS não ameaçará a maioria do Prefeito na Câmara. Atualmente a oposição é formada apenas pelos vereadores Lucas de Britto (DEM), Renato Martins e Zezinho do Botafogo (PSB) e Raoni Mendes (PDT), o primeiro a romper com o petista. Se o PPS engrossar a oposição, o placar ainda será de 20 a sete a favor do Prefeito.

Redação






 
 
 



 

 

 

 

www.jornaldeverdade.com.br

  Jornalistas do Programa: Juarez Amaral
Paulo Roberto
Polion Araújo
Carlos Magno

Programa diário na Rádio Cidade Esperança - 1310 AM
Contatos pelo telefone: (83) 3349-2013 / (83) 3341-4999